Entrar / criar conta 

Pesquisa
 

Poder de compra

Da Thinkfn

Poder de compra, (purchasing power), é o valor de uma moeda, expresso em termos da quantidade de bens ou serviços que uma unidade dessa moeda pode pagar. Quando se consegue comprar a mesma quantidade de bens ou serviços em duas moedas diferentes fazendo o câmbio de uma para a outra, diz-se que a taxa de câmbio expressa paridade do poder de compra entre as duas moedas.

Se o rendimento em dinheiro se mantém constante, mas o nível de preços aumenta (portanto verifica-se inflação), o poder de compra desse rendimento diminui, porque o mesmo rendimento compra agora menos dos mesmos bens e serviços. A inflação, por si só, nem sempre implica a queda do poder de compra do rendimento real, posto que o rendimento pode subir mais rapidamente do que a inflação.

Mais formalmente, poder de compra é o montante de valor de um bem ou serviço, comparado com o montante pago em moeda. Neste contexto, moeda pode ser uma moeda-commodity, como o ouro ou a prata, ou uma moeda fiduciária como euros ou dólares, sendo o dólar a moeda de reserva mundial.

Tal como Adam Smith salientou, a posse do dinheiro dá-nos a capacidade de "comandar" o trabalho dos outros, por isso, em certa medida, o poder de compra é poder sobre outras pessoas, na medida em que elas estejam dispostas a trocar o seu trabalho ou bens por dinheiro ou moeda.

Para um índice de preços, o seu valor no ano zero é frequentemente normalizado para o valor 100. O poder de compra de uma unidade de moeda, por exemplo, um euro, num dado ano, expresso em euros do ano base, é:

\frac {100} {P}

onde P é o índice de preços nesse ano. Assim, por definição, o poder de compra de um euro diminui à medida que o nível de preços aumenta.

O poder de compra, em dinheiro corrente, de um montante C de dinheiro corrente, daqui a t anos no futuro, pode ser calculado usando a fórmula do valor actual:

C_t = C(1 + i)^{-t}\, = \frac{C}{(1+i)^t} \,

onde naturalmente i é uma estimativa da taxa de inflação anual futura.

Ver também

Ligações externas