Entrar / criar conta 

Pesquisa
 

Regime de capitalização

Da Thinkfn


O capital inicial de cada período de capitalização depende do regime de capitalização adoptado.

Regime de capitalização é o processo de reinvestimento, ou não, dos juros de uma aplicação financeira.

Durante o prazo de aplicação, os juros pagos após cada período de capitalização podem ser reinvestidos no próprio empréstimo (re-emprestados), ou não. Se forem re-emprestados, diz-se que os juros são capitalizados, porque passam a integrar o capital do próximo período de capitalização.

Existem basicamente três regimes de capitalização:

  • Capitalização simples - No regime de capitalização simples, ou juro simples, os juros pagos não são reinvestidos no empréstimo. Portanto, não são capitalizados.
O capital a cada momento no tempo é igual ao capital inicial C_0.
  • Capitalização composta - No regime de capitalização composta, ou juro composto, adiciona-se os juros pagos ao capital do empréstimo e volta-se a emprestar. Portanto, os juros são capitalizados.
O capital no momento t, a partir do momento anterior, será:
C_t = C_{t-1} + J_t
onde
C_{t-1} é o capital aplicado no momento _{t-1}, e
J_t representa o juro do período de capitalização t,
ou pode ser calculado a partir de C_0 usando a fórmula de cálculo do juro composto.
  • Capitalização contínua - No regime de capitalização contínua, os juros também são capitalizados, mas os períodos de capitalização são considerados instantâneos, dando lugar a uma acumulação contínua de juros.

O regime mais utilizado é o da capitalização composta.

Ver também