Pesquisa
 

Instrumentos híbridos

Da Thinkfn

Instrumentos híbridos são instrumentos financeiros que possuem, ao mesmo tempo, características de dívida e de capital próprio.

O termo aplica-se geralmente a instrumentos financeiros que pagam um retorno estável e garantido durante um determinado período, possuindo depois a faculdade ou obrigação de serem convertidos em acções, noutro período. Também se aplica àqueles em que o retorno é em parte fixo e em parte dependente da performance financeira (lucro) da entidade financiada.

Um instrumento híbrido tenderá a ficar entre o custo da dívida e a remuneração do capital próprio na perspectiva da empresa. Por exemplo, as obrigações convertíveis, pelo potencial de upside representado pela conversão, pagam geralmente cupões mais baixos do que obrigações sem essa capacidade. Representam, assim, um financiamento mais barato para a empresa.

Exemplos

São exemplos de instrumentos híbridos:

  • CPEC (Convertible Preferred Equity Certificates) - Além de preferencial, possui ainda uma característica de conversão em acções ordinárias.

Ver também