Grupo dos Trinta

Da Thinkfn

<metadesc content="O Grupo dos Trinta (G30), é uma organização internacional privada composta por representantes do mundo financeiro, vindos dos sectores público e privado e dos meios académicos." /> <keywords content="Grupo dos Trinta, G30, Group of Thirty, Paul Krugman, Paul Volcker, Jean-Claude Trichet, Zhou Xiaochuan, Yutaka Yamaguchi, Andrew Crockett, Fundação Rockefeller, Alan Greenspan, think tank, supervisão, supervisão financeira" />

30.PNG

O Grupo dos Trinta, frequentemente abreviado G30, é uma organização internacional privada sem fins lucrativos, composta por representantes do mais alto nível do mundo financeiro, vindos dos sectores público e privado e dos meios académicos. Tem por objectivo aprofundar o entendimento das questões financeiras e económicas, e analisar as repercussões internacionais das decisões tomadas nos sectores público e privado.

O grupo tem trinta membros entre os quais se incluem líderes de grandes bancos privados e centrais, assim como membros dos meios académicos e de instituições internacionais. Em 2008 contavam-se entre os seus membros Paul Volcker (ex-FED), Jacob A. Frenkel (AIG), Jean-Claude Trichet (BCE), Zhou Xiaochuan (Banco da China), Yutaka Yamaguchi (Banco do Japão), Andrew Crockett (JP Morgan Chase) e Paul Krugman. Alan Greenspan também foi membro deste grupo.

Entre as suas áreas de interesse, contam-se:

O grupo é notório por advogar mudanças na compensação (clearing) e liquidação (settlement) globais. Tem duas reuniões principais por ano e também organiza seminários, simpósios e grupos de estudo. Está localizado em Washington D.C.

História

O Grupo dos Trinta foi fundado em 1978 por Geoffrey Bell, por iniciativa da Fundação Rockefeller[1] que também forneceu os fundos iniciais da organização. O primeiro presidente foi Johannes Witteveen, ex-director-geral do Fundo Monetário Internacional. O presidente actual é Paul Volcker.

O predecessor imediato do Grupo dos Trinta foi o Grupo Bellagio, formado pelo economista Austríaco Fritz Machlup.[2] Este grupo reuniu-se pela primeira vez em 1963, para investigar problemas internacionais de divisas, em particular a crise da balança de pagamentos enfrentada pelos Estados Unidos no início da década de 1960.

Programas de Trabalho

O Grupo dos Trinta estabelece grupos de estudo para analisar assuntos de importância particular ou sistémica para os mercados financeiros globais. A participação nos grupos de estudo é tipicamente alargada a peritos externos ao G30, vindos das comunidades de regulação, financeira e académica, liderados por uma figura de proa. Entre 2007 e 2008, o Programa de Trabalho do Grupo dos Trinta esteve focado nos sistemas regulatórios financeiros.

Grupo de Trabalho dos Sistemas Regulatórios Financeiros

Em 2007, o G30 estabeleceu o Grupo de Trabalho dos Sistemas Regulatórios Financeiros para endereçar as grandes mudanças no mundo da supervisão financeira, incluindo a reorganização institucional, à luz da rápida evolução dos mercados financeiros internacionais, que suscita questões sobre a organização da supervisão e da regulação.

Tendo concluído que as entidades reguladoras procuram uma organização óptima das tarefas de supervisão à medida que muda a natureza e complexidade dos mercados, o grupo de trabalho procura clarificar as vantagens e fraquezas dos diferentes tipos de sistemas regulatórios dos principais mercados. O projecto examina as quatro principais abordagens regulatórias adoptadas: institucional (por estatuto legal), funcional (por natureza da actividade), integrada (regulador único e integrado) e gémea (responsabilidades partilhadas por dois reguladores).

O grupo analisou os sistemas regulatórios de 17 mercados chave, seleccionados de acordo com a sua dimensão e importância para o sistema financeiro global. Os mercados incluídos foram: Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, China, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Hong Kong, Itália, Japão, México, Qatar, Reino Unido, Singapura e Suíça. O grupo recorreu a material de pesquisa factual da estrutura de supervisão de cada país e de cada agência financeira nacional para demonstrar tendências, problemas e desenvolvimentos nos sistemas regulatórios financeiros. O relatório final deste Grupo de Trabalho foi publicado em 2008.[3]

Programas de Trabalho Anteriores

Alguns dos programas de trabalho anteriores do Grupo do Trinta:

Outras publicações

O G30 também produz mais de 75 publicações e vários relatórios sobre outros temas tais como:

Publicações recentes

Algumas publicações recentes:

Referências

  1. McRae, Desmond (1990). Coming of Age (em inglês). Global Guardian.
  2. Gottfried Haberler. Fritz Machlup: In Memoriam (em inglês). Cato Journal. Cato Institute.
  3. Grupo de Trabalho dos Sistemas regulatórios Financeiros (2008). The Structure of Financial Supervision: Approaches: Approaches and Challenges in a Global Marketplace (em inglês). Grupo dos Trinta. Consultado a 18 Nov 2008.

Links externos