Entrar / criar conta 

Pesquisa
 

Cof

Da Thinkfn

COF, Consulta de OFertas no mercado, num determinado papel. Exemplo: "Como está o COF de PT ?".

Esta palavra vem do comando COF do Tradis, um antigo sistema de negociação da BVL (Bolsa de Valores de Lisboa), e ao longo do tempo tem degenerado - até nas salas de mercados - para “Cofre”.

Índice

Uso

O Comando COF dava acesso ao livro de ofertas (order book) existente no título seleccionado. Era usado por exemplo digitando "COF BCP AM" (sendo BCP AM o Ticker do titulo em questão). Uma vez dado o comando o sistema apresentava as melhores compras e vendas desse titulo, com preços e quantidades.

Order book Level II para a Google (Goog:Nasdaq) fornecido pelo software quotetracker

Objectivo

Este comando permitia ao operador visualizar todas ordens de compra e venda presentes no mercado (ainda não efectuadas) para um determinado activo, o que hoje é também conhecido por profundidade do mercado, na medida em que mostra o número de ordens, quantidade de acções aos diferentes preços de compra e de venda.

Essas ordens, ainda não executadas, representam as intenções registadas de compra e venda dos investidores para determinada quantidade e preço de um determinado activo. Essas ordens são executadas em tempo real por uma tarefa de matching do sistema de negociação sempre que alguém se predispõe a comprar ou a vender aos preços registados de compra e venda, sendo satisfeitas de acordo com o melhor preço de negociação e dimensão de todos os preços de compra e venda e depois considerando a antiguidade de registo da ordem em sistema. Ou seja, as ordens de compra e de venda são satisfeitas do melhor preço para o pior apresentado no livro de ordens de acordo com a quantidade de acções disponíveis e com a antiguidade das mesmas no sistema.

O livro de ordens é muito útil para o trader na medida em que lhe dá a informação do total de quantidade de acções a que este pode vender a determinado preço médio.

Interpretar o livro de ordens

Livro de ordens para a Inapa (INA:Euronext Lisbon) fornecido pelo banco Best


No livro de ordens acima podemos ver que existem dois membros, um para os melhores compradores (esquerda) e outro para os melhores vendedores (direita). Em cada um dos membros podemos aferir a quantidade de acções disponíveis para negociar a determinado preço.

Neste caso teríamos o melhor comprador a 1.07 Euros para uma quantidade de 15.870 acções e um melhor vendedor de 1.08 Euros para a quantidade de 50.282 acções. Pelo que se alguém quiser comprar estas acções de imediato teria de pagar 1.08 Euros por cada. Caso a quantidade procurada fosse superior às 50.282 oferecidas a 1.08 euros teria de comprar a preços superiores até satisfazer a totalidade da ordem. Por exemplo, se quisesse comprar 280 mil acções satisfazendo de imediato a ordem, teria de as comprar a um preço médio de 1.11 Euros. O mesmo raciocínio aplica-se à venda.

Interessa ressalvar que, por vezes, no meio das ordens registadas no livro de ordens, encontra-se ordens aparentes que não permitem ver a quantidade total das acções em cada ordem.

Normalmente, quando um dos membros do livro de ordens tem mais ordens do que o outro, diz-se que a pressão de negociação esta desse lado. Ou seja, se houver mais ordens de compra, diz-se que há pressão compradora no livro de ordens, se já forem ordens de venda a figurarem em maior número, então diz-se que a pressão é vendedora no livro de ordens.

Ver também