VIX

Da Thinkfn
Revisão das 08h00min de 27 de janeiro de 2009 por Incognitus (discussão | contribs)

(dif) ← Revisão anterior | Revisão atual (dif) | Revisão seguinte → (dif)
O índice VIX desde a usa criação até Outubro de 2008.

O VIX é o ticker do Chicago Board Options Exchange Volatility Index, a medida oficial da volatilidade implícita das opções sobre o índice S&P 500. Um valor elevado corresponde a um mercado mais volátil. O VIX mede o custo do uso de opções como hedge para um declínio no S&P 500.[1] Se os investidores prevêm um risco alto de alteração nos preços, exigem um prémio maior para vender opções que sirvam como seguro. Vulgarmente designado o índice do medo representa uma medida das expectativas do mercado em relação à volatilidade dos 30 dias seguintes.

História

Especificações

O VIX é calculado e disseminado em tempo real pela CBOE. No seu cálculo é usada uma mistura ponderada dos preços de um cabaz de opções sobre o S&P 500. A fórmula usa preços do mês mais próximo e do mês seguinte. [2] O objectivo é estimar a volatilidade implícita do S&P 500 nos 30 dias seguintes.

O VIX substituiu o antigo VXO como o índice de volatilidade preferido pelos meios de comunicação social. No entanto, o VXO mantém muita da sua importância, dado que mantém um alinha histórica muito maior do que o VIX.

Interpretação

O VIX cota em pontos percentuais e é, grosso modo, a variação esperada do S&P 500 nos próximos 30 dias, numa base anualizada. Por exemplo, se o VIX está nos 20%, isto representa uma variação anual de 20%, por isso podemos inferir que o mercado de opções espera que o S&P 500 se mova para cima ou para baixo \frac{20%}{\sqrt{12\ meses}} = 5.77% nos próximos 30 dias. Ou seja, se o S&P estiver a cotar a 1000, as opções sobre o índice estão preçadas num pressuposto de que existe uma probabilidade de 68% (1 desvio-padrão) de que a variação nos próximos 30 dias estará dentro de um intervalo de [- 57.7; +57.7] pontos.

Referências

  1. Stanton, Elizabeth (13 Out 2008). U.S. Stocks Rally on Bank Plan; Morgan Stanley, Ford Surge. Bloomberg.
  2. VIX White Paper (PDF). Consultado a 2008-01-05.

Ver também

Links relevantes